• Cabeçalho Inicio
  • Cabeçalho Inicio
  • Cabeçalho Inicio
  • Cabeçalho Inicio

sessao_eia2Foi a convite da autarquia e perante uma assembleia repleta e participativa que, no passado dia 5 de Fevereiro, diversos técnicos da EDP esclareceram alguns pontos fundamentais do Estudo de Impacte Ambiental da Barragem de Fridão.


A qualidade da água e os efeitos da alteração do clima na agricultura mereceram especial destaque, mas a questão das expropriações e da cota máxima do caudal da albufeira, também estiveram em debate.

Esta sessão de esclarecimentos, insere-se num conjunto de iniciativas que a Câmara Municipal tem promovido, com o objectivo de manter os munícipes informados do desenvolvimento do Projecto da Barragem de Fridão. A criação do Gabinete de Apoio à Participação na Consulta Pública, que tem sido responsável pela recolha das propostas, sugestões e questões apresentadas pelas pessoas que aí têm consultado o Estudo de Impacte Ambiental (EIA), é disso exemplo.

"A par deste Gabinete, uma equipa multidisciplinar constituída por quadros da autarquia tem analisado o EIA com o objectivo de identificar situações omissas e impactos negativos não referenciados naquele documento", explicou o Presidente da autarquia mondinense, Eng.º Humberto Cerqueira.

"O aproveitamento hidroeléctrico do Fridão pelo seu impacto no nosso concelho exige uma atenção especial por parte do governo, por isso estamos também a ultimar um caderno reivindicativo com medidas compensatórias que iremos entregar brevemente à EDP", acrescenta.

De entre as medidas que poderão compensar os impactos negativos em Mondim de Basto, os responsáveis desta autarquia destacam: a atribuição ao Município de 2,5% da facturação da venda de energia produzida; a construção da Variante de ligação de Mondim a Celorico; a implementação, em Mondim, de uma infraestrutura regional denominada "Centro Interpretativo do Rio Tâmega" para salvaguardar a memória colectiva do Rio Tâmega, bem como a ligação de Atei ao nó de acesso à autoestrada A7.

No dia 8 de Fevereiro foram instalados, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, vários Postos de Atendimento da EDP, com o objectivo de prestar informação genérica sobre o empreendimento e esclarecer dúvidas específicas que particulares ou entidades pudessem ter.

Estes quiosques registaram uma grande afluência de pessoas que aproveitaram a oportunidade para expor as suas dúvidas e receios junto dos técnicos da EDP.

O Estudo de Impacte Ambiental do Aproveitamento Hidroeléctrico de Fridão, encontra-se em consulta pública até ao próximo dia 15 de Fevereiro.

sessao_eia2 sessao_eia1

DEST SERVICOS ONLINE

DEST SIG

DEST PDM 2 REVISAO

DEST ORCAMENTO PARTICIPATIVO

 

Agenda

DEST MAIS EVENTOS

Destaques

DEST CORONAVIRUS

DEST ASE LIVROS FICHAS

DEST LIVRO DOMINGOS OLIVEIRA

separador

DEST ALTERACAO SIMPLIFICADA PDM

separador

DEST PLANO DEFESA FLORESTA INCENDIOS

separador

DEST PROGRAMA VOLTAR

separador

DEST VESPA ASIATICA

separador

DEST PERIODO CRITICO

DEST CAMPANHA CONTRA INCENDIOS

separador

DEST APOIO ARRENDAMENTO URBANO

DEST CDM MEXA SE

DEST PART REDUCAO TARIFARIA

DEST HORARIOS TRANSDEV

 separador

DEST DIA DEFESA NACIONAL

separador

DEST CAMPANHA SENSIBILIZACAO

 separador

dest fatura eletronica agua

separador

DEST ARU
 separador

DEST PROJETOS COFINANCIADOS

separador

DEST ATAS REUNIOES CAMARA ASSEMBLEIA

DEST EDITAIS CONVOCATORIAS CAMARA ASSEMBLEIA

DEST ECONONIA EMPREGO

DEST 120ANOS RESTAURACAO CONCELHO